Certificado Embratur Nº 26.005948.10.0001-4

TID'S - 96-3 3272 5
Como levar dinheiro na viagem

Os atuais vários meios para se levar dinheiro numa viagem internacional quase sempre trazem dúvidas, principalmente se o passageiro nunca deixou o país. O que é melhor? Levar dólares? Fazer débito automático em conta corrente, ou trocar reais por cheques de viagem (traveller checks) ou ainda usar somente o cartão de crédito?

A Serbrás recomenda que se evite transportar notas de valores altos e se leve um ou mais cartões de crédito internacionais. 

Traveller's checks são a forma mais segura de se levar dinheiro porque possuem seguro contra roubo e perda e podem ser trocados em qualquer banco ou loja de câmbio. Embora seguros e aceitos com facilidade, são descontados com comissões diferenciadas em alguns lugares e a troca exige a apresentação do passaporte. As maiores taxas são cobradas nos aeroportos. Muitos bancos não cobram nada e é mais seguro do que trocar em quiosques na rua. Por outro lado, em caso de extravio ou roubo, terão a reposição garantida pelo banco emissor. Caso ocorra perda ou roubo, você vai precisar dos números de seus cheques de viagem. Por isso, anote-os em lugar fácil e seguro. 

O cartão de crédito pode servir para emergência e despesas inesperadas. Observe, porém, a melhor data para compra. Lembre-se sempre que existe o risco do dólar subir e sua despesa aumentar – também terá de pagar 2% de IOF sobre a fatura. Por outro lado, com o cartão você não precisa comprar dólar e depois converter na moeda local, sem perder dinheiro na troca. 

Não há limite para compra de dólares turismo, mas sua transação será enviada ao Sistema do Banco Central (Sisben) no mesmo dia da operação. Recomenda-se esse tipo de moeda porque o estabelecimento obrigatoriamente deverá ter a autorização do Banco Central. Se você vai para a Europa, ao invés de dólar, compre euros, que são aceitos em quase toda a Europa como uma moeda única. 

Para início de viagem a dica é ter com você notas de baixo valor para pagamento de gorjetas, táxis e possíveis gastos de pequeno valor. Caso você não o tenha, faça câmbio no próprio aeroporto, mas evite trocas de valores muito altos, pois o câmbio em aeroportos quase sempre não é o melhor! 

Não deixe de fazer as contas no momento da compra e verificar os valores para não fazer confusão e perder dinheiro. 

Não custa nada lembrar: Nunca se deve transportar dinheiro, jóias ou outros bens de valor nas malas que serão despachadas, pois pode acontecer algum extravio ou roubo. 

Por último, lembre-se de levar também uma quantia em Reais, para despesas na saída e na chegada da viagem no Brasil.

 

Permondo Turismo.: Rua José Ferreira Guimarães, 174 Cep: 05615-130 São Paulo / SP Tel SP.:(55 11) 3722.0078 Tel Santos.:(55 13) 3029.3030